Porquê Pessoas Erradas Não Existem - E aí Ferrá

Porquê Pessoas Erradas Não Existem

11:00:00

As pessoas tem uma mania muito estranha, chega a ser irritante. Tem muita gente que gosta de sair rotulando as pessoas e dividindo em dois grupos, como se nada mais existisse entre eles. Pra ficar, pra casar. De humanas, de exatas (biológicas nem existe, né?). Preconceituosas, 100% desconstruídas. Pessoas certas, pessoas erradas. Isso tudo só me faz pensar na teoria da caixa de bombom.


TEORIA DA CAIXA DE BOMBOM: Esta teoria é bem simples de entender, vamos pensar em duas caixas de bombom de marcas diferentes. Temos aqui uma caixa da Nestlé e uma caixa da Lacta. Seguindo a lógica de separarmos pessoas em dois opostos sem meio termo, a única opção aqui seria gostar de TODOS os bombons de apenas uma das caixas. Então ou você gosta de tudo da Lacta, ou você gosta de tudo na Nestlé. Convenhamos, isso não acontece né? A gente gosta de um alpino, um diamante negro e rejeita um prestígio e um lancy. Ficou fácil de entender como os meios termos existem, né?

Com a existência disso em mente, vamos partir para o que vim tratar com vocês hoje: não existem pessoas que sejam totalmente certas ou totalmente erradas em nossas vidas. Você olha pra trás e pensa naquele seu ex e só sabe dizer que perdeu tempo com a pessoa errada ou ainda fica sofrendo achando que ele é a pessoa mais certa que você poderia ter na vida, mas que por alguma razão estão separados. Calma lá minha gente.

Às vezes a gente fica tão focado naquilo que está na nossa cara, os sentimentos muito bons ou muito ruins, que deixamos passar detalhes que são muito importantes. Seu ex é um babaca que você só quer esquecer, ou nem é tanto mas vocês se descobriram pessoas completamente diferentes? Isso não torna essa pessoa alguém totalmente errada pra você. Por um tempo ela foi certa, vocês tiveram bons momentos (se fossem 0 coisas boas não teria relacionamento, né?), de alguma forma você cresceu com ela, você aprendeu, você é quem você é hoje, em parte, por causa dessa pessoa. Talvez você seja mais cuidadosa ou mais aberta a novas experiências, mas com certeza essa pessoa te mudou em algo.

Não, eu não estou dizendo que pessoas são sempre certas, isso também não existe. Você casou com o seu amor, deu tudo certo até o final da vida? ÓTIMO! Sério, fico extremamente feliz por vocês. Mas se não fosse o famoso timing, as pessoas e experiências passadas, isso podia ser diferente. Entenderam?

O que eu quero com esse texto é só talvez fazer você parar de se martirizar por ter """perdido""" um ano ou uma década com uma pessoa que você julga ter sido errada. Uma coisa que eu aprendi nesses últimos tempos com uma amiga (a menina Daniele, que eu já comentei dela aqui) é a ser grata. Sério, isso tem um impacto muito grande na nossa vida e é importantíssimo nós pararmos de ver apenas o lado ruim de tudo que nos acontece. Terminou o relacionamento? A amizade foi por água a baixo? Sofra logo o que tiver que sofrer, ponha pra fora. Chore, grite, soque travesseiros (parede machuca), quebre cubos de gelo no box do banheiro (ótima dica), tenha sua bad. Mas ponha nela um limite, revigore-se e veja o quanto essas situações te fizeram crescer, amadurecer, mudar. Entenderam?

Além disso tudo, vale a reflexão sobre meio termos, algo que muitas vezes esquecemos. Quando isso parar de fazer sentido pra você, lembra da teoria da caixa de bombom, ela ajuda muito a nos trazer de volta a realidade.


You Might Also Like

2 Comentários

  1. Teoria da caixa de bombom... Ótima comparação!
    Eu não aguento essa de "cuspir no prato que comeu" e querer rotular as pessoas, querendo colocá-las em caixinhas. Cada um é único, singular, tanto no certo quanto no errado. Ninguém é 100% alguma coisa. Enfim, o post já disse tudo.

    Amei a abordagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que lindaaa <3 Mano tbm não curto isso, é ridículo. Rotular as coisas não são assim e parece que a cada dia isso fica mais difícil de entender!! Fico mt mt mt feliz que tenha gostado <3

      Excluir