Amor Numa Casca De Noz - E aí Ferrá

Amor Numa Casca De Noz

11:00:00


Eu que sempre me dei tão bem com as palavras escritas, me vejo cada dia mais perdida por entre elas buscando alguma combinação que possa fazer justiça ao turbilhão de emoções que explodem por entre cada entranha do meu corpo a cada novo dia que passo com você.

Se antes a indiferença tomava conta dos meus vazios, me deixando totalmente inerte neste universo de estímulos, hoje eu sou o ano novo que dispara fogos de artifício nos céus, como se nenhuma quantidade de estrelas pudessem ser o suficiente.

Enquanto antes me esbanjava em palavras, letras e símbolos preenchidos e significantes do meu próprio vazio, agora caio num abismo sem fim em busca de algo que possa, mesmo que minimamente, expressar tudo que vibra em minhas veias.

Dizer sobre o vazio poderia parecer complicado. Pensar em como descrever o nada se não com nada, parece impossível para alguns. Entretanto, tentar encaixar em algumas sílabas algo tão inexplicável como um único sentimento é uma tarefa tão inútil quanto tentar enfiar o Universo numa casca de noz.

Não que eu tenha entendido algo do livro de Stephen Hawking, mas acho que nenhuma ciência seria capaz de decifrar os mistérios que abrangem a unicidade de cada coração humano. Me recuso a acreditar que haja uma fórmula sequer, mesmo num dos mais complicados algorítimos, que possa descrever o que cada respirar meu quer dizer sem que haja sobras deixadas para trás.

Se meses atrás eu definhava em meio à seca que desertificava meu coração, hoje eu morro em meio a todos os desastres naturais que invadem meu corpo cada vez que teu sorriso chega até mim.

You Might Also Like

0 Comentários