As Dificuldades De Ser Geminiana Na Sociedade Atual - E aí Ferrá

As Dificuldades De Ser Geminiana Na Sociedade Atual

11:00:00

140 caracteres aqui, um "textão" de 3 parágrafos ali, livros abandonados na estante e conversas de horas resumidas em algumas poucas mensagens no whatsapp. Parece que a cada dia que passa as pessoas se tornam cada vez menos capazes de se comunicar verbalmente. Emojis que vieram para complementar uma conversam, tomam seu lugar num piscar de olhos. Memes viraram resposta de tudo, para tudo.


Eu, particularmente, como geminiana (ou seja: tagarela) senti que essa mudança não veio apenas na leitura, mas também na capacidade de ouvir. Cada vez menos há a intenção de ouvir alguém por mais de alguns segundos. Reclamamos de áudios gigantes no whatsapp e desligamos nossos ouvidos quando alguém começa a falar demais. A dinamicidade das conversas entraram com tanta perspicácia na nossa comunicação que às vezes parece que se não estivermos fazendo um malabarismo com fogo na frente da pessoa enquanto falamos, dificilmente teremos sua atenção.

Não que eu esteja imune a isso, confesso que escuto as pessoas enquanto falo com outras no whatsapp ou jogo paciência, ou faço alguma imagem no computador. O problema não é ter a atenção dividida, mas não ter atenção nenhuma. Existem pessoas que conseguem ser multi-tarefas, existem pessoas que não e, infelizmente, todos acreditam ser. Não percebem o quanto deixam passar enquanto tentam fazer mil coisas ao mesmo tempo, esquecem respostas, vomitam "ahans" e "hum" e aos poucos perdem a proximidade das pessoas ao seu redor.

Não que nós tenhamos que prestar 100% de atenção a todo tempo em todo mundo, isso é bem impossível na vida dinâmica que levamos hoje. Mas, talvez, devêssemos nos esforçar um pouco mais para prestar atenção, buscar o interesse nos pequenos detalhes dos outros. Encarar as histórias e se envolver junto com os que estão vivenciando elas.

Sabe quando aconteceu algo muito bom e você está doido pra contar pra alguém mas sente que ninguém divide o mesmo entusiasmo com você? Ou quando você está em um período terrível da sua vida e se sente completamente jogado de lado quando ninguém ousa perguntar o que acontece - e ainda acham ruim você ter se afastado? São provas e mais provas de como a comunicação está cada vez mais afetada em nossas vidas. Pode até ser que as pessoas queiram estar com você naquele momento mas cada vez mais se perde a capacidade de saber chegar para conversar e entender.

As brigas viraram gritaria, sem conversa para se acertar. Os parabéns viraram emojis de palminhas e, no máximo, quando muito, uma frase clichê. Os confortos viraram nada mais que "calma, vai passar". Nós viramos sozinhos conversando com travesseiros que parecem ter mais ouvidos que muita gente. A vida virou uma competição de quem mais fala - mesmo sem ser escutado - em menos caracteres, sem a menor preocupação da compreensão.

Conversar com alguém é como ler um livro sem ter a menor ideia da sinopse. É entrar naquela história como um telespectador que monta cada cena em sua imaginação. É palpitar internamente e poder selecionar o que dizer porque o autor daquilo realmente está ouvindo. Conversar com alguém é ajudar cada um a escrever a própria história e ter ajuda para fazer a sua. Ninguém nasceu para ser um ermitão, solitário e abandonado. Nascemos em sociedade e assim nos desenvolvemos dentro dela - juntos, mesmo que separados. Você não está vivendo sozinho e nem ninguém ao seu redor. Hoje, fala-se muito mas comunica-se pouco.

P.S.: Agradecimento especial ao mozão que ama ouvir meus monólogos e presta atenção de verdade no que eu falo.

You Might Also Like

2 Comentários

  1. Concordo em gênero, numero e grau!Eu mesma quando meu marido conversa cmg, muitas vezes não presto atenção, respondendo-o muitas vezes com um ' legal' 'uhum' 'nossa!'
    É AUTOMÁTICO! Quando me dou conta fico brava comigo mesma, eu não sou um robô,sabe? Nós humanos temos uma comunicação super avançada! Devemos usa-la da forma correta, e para isso devemos prestar mais atenção, e viver o momento da conversa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Alessandra! Com tanta capacidade pra nos comunicarmos, nós estamos nos tornando escravos do piloto automático e perdendo ótimas experiências por causa disso! Vamos trabalhar juntas pra mudar isso? (Não posso dizer que eu não entro em piloto automático nas conversas, pq infelizmente isso me pegou tbm)

      Excluir