E Aí TV - O Chamado 3 - E aí Ferrá

E Aí TV - O Chamado 3

11:00:00

Ok, vocês já sabem que eu amo filmes de terror e que eu andava meio decepcionada com os lançamentos que andavam saindo, né? Bom, se não sabiam agora sabem! Mas com um pézinho atrás e um namorado de acompanhante fui assistir O Chamado 3 e ver no que dava. O primeiro filme é um clássico então eu botei um pouco de confiança e me joguei! 


Sinopse:

"Julia (Matilda Anna Ingrid Lutz) fica preocupada quando seu namorado, Holt (Alex Roe), começa a explorar a lenda urbana sobre um vídeo misterioso. Lenda esta que diz que quem assiste morre depois de sete dias. Ela se sacrifica para salvar seu namorado e acaba fazendo uma descoberta terrível: há um "filme dentro do filme" que ninguém nunca viu antes." (Fonte: Adoro Cinema)


Minhas Opiniões (spoilers alert):

Entrei no cinema cheia das pipocas, manteiga e coca cola junto com o mozão e já amei ter visto o ator Johnny Galecki, o Leonard de The Big Bang Theory - sim, perdemos os trailers porque estávamos atrasadinhos, se tivéssemos comprado os ingressos pelo Velox Tíckets não teria acontecido, mas a vida tem dessas. 

No geral o filme me agradou bastante, mas não por coisas que eu esperava. Fui querendo ver um filme de terror e sim, tomei uns bons sustinhos, mas sem medo - apenas ansiedade. Relembrando do filme original, houve um pouco de fuga principalmente na história da própria Samara Morgan, mas eu não criticaria o filme eternamente por isso.

O que mais me prendeu na história do filme foram dois plot twists que aconteceram e que, por fim, me deixaram em estado de amor com o longa. Desde o primeiro filme, temos Samara como a protagonista "do mal" e que está aí matando todo mundo. Com o decorrer do filme, nos entrelaçamos com a mãe de Samara, Evelyn, tanto quanto com a própria Samara - há um novo passado em sua história e isso embaralha tudo.


O primeiro plot twist acontece quando começamos a ver Evelyn e Samara como boas garotas que, nas mãos de um padre que abusava de Evelyn, acabaram se tornando os personagens que conhecemos. O padre? Chegou a arrancar a própria visão para escapar da Samara. Neste ponto do filme, começamos a imaginar que ambas as personagens não buscam espalhar o horror, mas sim uma salvação - que teria sido encontrada em Júlia, protagonista, a primeira a entender e talvez até se identificar com elas.

O segundo surge quando finalmente entendemos o que Samara queria com tudo o que fez acontecer durante o longa - ela só queria uma forma de renascer. Apesar de, neste filme, Samara ter dominado as artes das tecnologias - controlando smartphones e computadores - ela pareceu necessitar de uma nova 'casca' e assim, ao final do filme, Samara e Júlia se tornam uma só. 

Para os fãs da saga, é um filme que será considerado cheio de falhas e defeitos a serem comentados, principalmente em relação à história de Samara e Evelyn, mas para quem busca um filme para tomar uns sustos, com uma história que te prende e te deixa intrigado, O Chamado 3 não deixa de ser uma boa opção. Tentar comparar O Chamado com O Chamado 3 é pedir para deixar de aproveitar o que pode ser uma boa chance de lazer, mas fiquem a vontade.

É um filme que eu não tenho vontade de rever mil vezes, já que o que mais prende nele realmente são os plot twists e depois que você conhece, perde a graça, mas não me arrependo de ter ido assistir o filme no cinema, foi uma chance de aproveitar bem todos os recursos que ele oferece - e de comer pipoca com muita manteiga. 

Se eu recomendo? Vai depender de você. Pois é, para pessoas que estejam dispostas a deixar passar as inconstâncias do filme em relação ao seu passado, com certeza. Mas se você for ficar julgando cada pequena discordância, melhor nem se preocupar em perder seu tempo - vai ser só estresse. Para os que forem arriscar ver no cinema, não corram o risco de perder tempo em filas quilométricas para comprar ingresso, tempo é dinheiro e é bem mais fácil (e prático, e rápido) comprar online pela Velox.

Quem aí já assistiu ou é fã da saga? Me contem o que acharam! 

You Might Also Like

0 Comentários