Carta À Minha Mãe - E aí Ferrá

Carta À Minha Mãe

11:00:00


Oi mãe.

Preciso dizer que mal comecei a escrever e meus olhos já estão marejados. Quando o assunto é você, a emoção sempre vai além do meu controle, você sabe disso. Você sabe muito bem disso depois de me ver desesperada com medo de te perder. Você sabe pelas inúmeras vezes que voltei pra casa, incapaz de dormir fora, longe de você. Você sabe depois das inúmeras ligações de quando morei fora, dizendo que estava com saudades. Você sabe depois de ver como era sofrida cada viagem de volta à minha casa.

Te garanto, mãe, crescer foi com certeza uma das coisas mais difíceis que já tive que enfrentar na vida. Descobrir que as roupas não ficam tão cheirosas quanto quando você as lavava, porque eu sempre errei a quantidade de sabão ou amaciante ou que deitar numa cama arrumada é uma delícia depois de noites dormindo numa cama quase sem lençol ou no sofá, porque o quarto estava bagunçado demais e eu não tinha você para me fazer criar vergonha na cara e arrumar, nada disso foi fácil.

Crescer significou deixar de segurar sua mão a todo instante, para ocupá-las por vezes com trabalhos que eu nunca gostei, mas também saber que assim que eu precisasse, você estaria lá para segurá-las de novo. Significou ter que segurar as lágrimas enquanto escrevo isso pois estou no trabalho e lido com pessoas, e as pessoas nem sempre entendem a emoção que você me traz - mas deveriam. Deveriam porque tanta emoção é a prova de tanto amor que sinto por você.

É claro que existem diferentes tipos de amor - entre romance, família, amizade, etc - mas nenhum se difere tanto assim em sua própria essência e, principalmente, nenhum chega aos pés do teu. Tenho absoluta certeza que com você eu pude aprender o que é o amor puro - o amor de mãe visto pelos olhos de uma filha.

É um amor extremamente ingrato, devo admitir. Por tantas vezes que quase te matei do coração quando saía com pessoas desconhecidas, voltava tarde da madrugada e te ligava dizendo que não estava aguentando de dor de cabeça após uma noitada. Ou quando brincava dizendo que vivia de miojo e salsicha (brincadeira, já que a Denise sempre cozinhava pra mim e você sabia disso, o que te deixava um pouco menos preocupada). É um amor que por inúmeros anos eu não soube retribuir e, na verdade, não tenho certeza se sei, mas que te juro que tento com todas as minhas forças.

É um amor que por muito tempo eu mesma não entendia e acabava por julgar de forma tão errônea que até hoje me arrependo. Me arrependo de não ter te ouvido, de ter te causado tantos cabelos brancos, de ter por incontáveis vezes deixado seu coração angustiado. Confesso que não sei como você foi tão forte até hoje, depois de tanta coisa que eu sei que você passou.

Hoje eu te garanto que quando te olho, é com um olhar de pura admiração, um coração que transborda orgulho - orgulho de ter sido criada por uma mulher tão incrível quanto você. Quando busco seus abraços em momentos aleatórios do dia, é pura vontade de aproveitar o tempo que um dia ousei perder - e eu não quero perder mais nenhum momento com você.

Dizem por aí que o único defeito de uma mãe, é que ela não é eterna. Eu, particularmente, preciso discordar. Preciso te dizer que você não é perfeita, mas é exatamente por isso que você é tão excepcional. Se teu único defeito fosse não ser eterna, seria natural ser tão espetacular mas, quando se tem defeitos como qualquer outra pessoa, as suas conquistas, suas batalhas, sua trajetória se tornam muito mais dignas de admiração e, mãe, você merece toda a admiração do mundo.

Mãe, eu não sei mais como expressar minha gratidão e orgulho em ser sua filha. Foram incontáveis dias que superamos juntas e sem você eu não seria nem 1/10 da pessoa que sou hoje. Você é com certeza a mãe mais perfeita que eu poderia ter - mesmo com todos os seus defeitos, você é a melhor para mim, para nós duas. Que a nossa relação seja eternamente marcada por esse amor incalculável que você me ensinou a sentir. Eu amo você.

Feliz dia das Mães.


Esse post faz parte da Semana Especial das Mães. Fique ligado nos outros posts:

Mães Definem - O Que É Ser Mãe
7 Presentes Que Toda Mãe Merece Ganhar
Perfil De Mãe: Fernanda Koermandy
5 Motivos Para Você Agradecer A Sua Mãe

You Might Also Like

4 Comentários

  1. Noossa, Sasa! Lindo demais!!!! Parabéns pra você e Mamis, comemorem juntas e bem abraçadinhas o dia dela!!! Beijos pras duas!!!

    ResponderExcluir
  2. Impossível não ler essa linda declaração de amor e afetividade que você tem com a sua mãe e não se emociona. A relação com a minha é legal, é divertida, compartilhamos algumas idéias, mas não temos essa ligação que vocês demostram. Isso é maravilhoso! Você me fez refletir sobre vários momentos gostosos que passei ou passo com a minha. Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Impossível não ler essa linda declaração de amor e afetividade que você tem com a sua mãe e não se emociona. A relação com a minha é legal, é divertida, compartilhamos algumas idéias, mas não temos essa ligação que vocês demostram. Isso é maravilhoso! Você me fez refletir sobre vários momentos gostosos que passei ou passo com a minha. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa relação mudou muito depois de um "clímax" na nossa história, quando tive depressão após passarmos praticamente 2 anos brigando todos os dias. Isso foi terrível na época e ainda me assombra, mas acho que se não fosse assim, hoje não estaríamos tão unidas! Fico feliz em saber que minhas palavras puderam trazer um pouquinho de reflexão e boas memórias pra você!

      Excluir