Como Os Cancerianos Enxergam O Mundo - E aí Ferrá

Como Os Cancerianos Enxergam O Mundo

11:00:00

Agora que entramos no mês de junho, a primeira coisa que vem a minha cabeça é que logo estarei fazendo aniversário no dia 24. A segunda, é que esse mês dá início ao signo de Câncer, que no caso é o meu.


Após o post da Ferrá sobre a dificuldade de ser geminiana na sociedade atual, tive a ideia de fazer um sobre o meu signo também, algo que enrolei bastante pra elaborar e por isso o mozão ficou no meu pé fazendo questão de lembrar quase todo dia haha.

Então vou lhes contar um pouco como um canceriano enxerga o mundo dos sentimentos. Desce essa tela aí meu jovem!

Ao conhecer pessoas e elas me conhecerem, comumente dizem pensar que quem é do signo de câncer é sofredor, dramático, manipulador, que as emoções giram em torno de oito ou oitenta e os sentimentos estão sempre a flor da pele, muuito apegado, ou carente, em resumo, o exagero dos sentimentos. Mas galera, vamos lá, não somos só isso não!

Acredito que boa parte das pessoas têm perdido sua essência puramente humana, aquela que é capaz de se relacionar uns com os outros (de forma amigável, por favor). Eu diria que estamos tendo relações cada vez mais líquidas, com pessoas rasas sem muita coisa a oferecer, sem um abraço sincero, sem um beijo apaixonante, até mesmo um bom dia/tarde/noite sem aquela alegria e sem vontade de saber como está sendo o dia do outro ou se está tudo bem. O individualismo tem predominado. Cada um no seu mundinho.

Bem vindos a sociedade do desapego!

Voltando um pouco aos estereótipos, as pessoas se desacostumaram a se importar. Criar sentimentos mais profundos por alguém virou coisa de louco, coisa de gente que não sabe estar sozinho.  Mas quem foi que disse que ser louco também não é bom? ou que ficamos com alguém apenas por medo de ser sempre só?

Galera vocês não fazem ideia do quanto é bom estar com quem a gente ama. Entendo que muitos acabam tendo decepções em seus relacionamentos, mas acredite, não é porque um não deu certo que agora não existe mais solução.

Erros, mágoas e tropeços são coisas que existem ao longo desse caminho que é a vida e, não vão deixar de existir porque ninguém nasceu sabendo fazer o certo e apenas eles farão a gente  aprender a lição, como não dar valor a alguém só pela beleza ou pelos bens, mas também porque esse alguém faz com que você se sinta uma pessoa única, capaz de te fazer feliz com as coisas mais simples.

Porém…
Sempre existe aquela fase que queremos apenas estar sozinhos e curtir a vida, ficar com uma, duas, três ou sabe-se lá quantas pessoas numa semana, numa noite, sem compromisso. Mas se certifique e tome o devido cuidado para com as pessoas que você fique, para que elas  queiram o mesmo que você, não parta o coração nem jogue na caçamba do lixo as esperanças (que podem muito bem ser criadas) que aquela pessoa que te encarou a noite toda teve sobre você.

Amizades também são relacionamentos. Alguns têm amigos de infância que estão aí até hoje, outros acabaram de chegar. Amigos podem ser amigos por anos, mas ainda assim não se conhecerem de fato, não saberem coisas simples porém importantes como a sua cor favorita, qual música te traz esse sentimento ou aquele, com quantos anos você aprendeu a andar de bicicleta ou porque tem aquela cicatriz. Pode ser que alguns que acabaram de chegar, chegaram tão chegando que sabem de coisas que nem você sabia sobre você mesmo.

Esses fatos nos ensinam uma coisa: não deixe a vida passar sem que você tenha histórias pra contar, nem sem pessoas pra contar junto com você porque tudo é mais incrível quando temos alguém do nosso lado.

Então, você quer ter uma história com quem ?

You Might Also Like

0 Comentários